Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

22/03/2019

Sindiagua publica nota pública alusiva ao Dia Mundial da Água

Para marcar o Dia Mundial da Água, a direção do Sindiagua publicou neste 22/03, em jornal impresso de grande circulação, uma nota pública alusiva à data. No texto, a entidade alerta a população para os riscos da privatização/PPP da água e convoca a sociedade a se somar na luta em defesa do saneamento público de qualidade. Confira a nota na íntegra:

Dia Mundial da Água, um direito de todos!

Querem entregar nossa água a interesses privados


O Brasil tem vivido tempos difíceis, com graves retrocessos. Desigualdade e desemprego voltaram a crescer, trabalhadores(as) estão perdendo direitos, a aposentadoria será algo inviável caso vingue a proposta de reforma previdenciária do Governo Federal, e as políticas privatistas voltaram com toda força, podendo atingir em cheio um bem precioso e essencial à vida: a nossa água. Está tramitando no Congresso Nacional uma medida provisória (MP 868/18) do Governo Federal que desestrutura o setor de saneamento do Brasil, facilitando a entrega dos serviços de água e esgoto dos municípios mais rentáveis ao mercado privado. Tal medida acabaria com o subsídio cruzado, mecanismo que garante que os recursos do saneamento oriundo das grandes cidades assegurem o abastecimento nas cidades mais pobres. Além da MP, está em andamento no Estado o estudo de uma PPP que poderá entregar os sistemas de água e esgoto das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri (o “filé” da receita) à iniciativa privada.
Tais medidas colocam o Brasil na contramão de uma tendência mundial de reestatização. Nos últimos anos, mais de 260 cidades do mundo - entre elas Paris, Atlanta, Buenos Aires e Berlim - reverteram seus processos de privatização após efeitos desastrosos causados às populações. Em todos os casos, o lucro privado se sobrepôs ao interesse da sociedade, provocando aumentos exorbitantes de tarifas, queda na qualidade do serviço, demissões em massa e elevação da exclusão social.
A água já foi ameaçada de privatização no passado, mas a resistência de trabalhadores(as), do Sindiagua, movimentos sociais e sindicais impediu o pior. Agora Bolsonaro (PSL) pretende acirrar a política entreguista. Por isso, hoje, no Dia Mundial da Água, convidamos a sociedade a fortalecer a luta pelo saneamento público de qualidade! Água: direito de todos, e não lucro de poucos!


Entenda os principais riscos da privatização/PPP da água

  • Aumento de tarifas - Experiências de privatização da água no mundo resultaram em aumentos exorbitantes de tarifa para o consumidor. Em Paris e Buenos Aires, as tarifas aumentaram mais de 250%.
  • Queda na qualidade dos serviços - Ao assumir a gestão da água, a concessionária privada não tem concorrentes. Sem se sentir ameaçada, abusos são cometidos e a qualidade do serviço cai. As empresas privadas resistem à ideia de expandir a rede de saneamento até os mais pobres.
  • Falta de transparência - As privatizações são financiadas com dinheiro público e em geral resultam em desvios e corrupções..
  • Demissões em massa - As privatizações causam demissões em massa, o que gera prejuízos no atendimento à população
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br