Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

06/12/2017

Confira resumo da última reunião da Menp

Na última reunião da MENP realizada no dia 31/10, o Sindiagua cobrou resposta da Cagece a demandas da categoria que aguardam definição. Confira um resumo:
  • Processo Horas-extras - O Sindiagua solicitou resposta ao ofício protocolado no dia 10/10/2017 sobre a inclusão dos empregados que não assinaram o acordo até o dia 30/09/17. A Cagece ficou de formalizar a resposta. Até o fechamento desta edição, não foi recebido nada. O Sindiagua lembra que já saíram os primeiros pagamentos para os trabalhadores que aderiram à proposta de parcelamento da empresa. É uma importante vitória do Sindicato e da categoria que está alcançando o resultado de uma luta árdua.
  • Jornada de Trabalho 12x36h - A Cagece solicitou, na reunião da Menp, retorno sobre a implantação da Jornada. O Sindiagua fez uma reunião com os trabalhadores no dia 01/11 para discutir a proposta da empresa. A entidade aguarda uma nova data para tratar do assunto com a Companhia, já que a empresa desmarcou a reunião que havia sido agendada para 07/11.
  • Plano de Saúde – O Sindicato informou à Cagece que os aposentados que estavam sendo assistidos pelo HapVida foram aceitos pela Unimed.
  • PCCR - O Sindiagua pediu que fosse implantado o novo PCCR até abril/2018. A Comissão informa que a situação financeira da empresa não permite a implantação para 2018 e que será reavaliado para 2019. O Sindiagua discordou e cobrou celeridade.
  • Não promoção por faltas de ponto batido - Foi solicitado esclarecimentos sobre a não promoção de um empregado em virtude de faltas geradas por ponto batido fora de hora. Cagece esclareceu que o Gestor é responsável pela análise e abono de faltas de empregados. Informou que iria analisar o caso.
  • Opção de escolha do vale-alimentação e refeição – Mais uma vez foram cobradas informações sobre o andamento da migração do sistema utilizado pela Cagece para que seja viabilizada a opção de facultar a escolha dos empregados. A Cagece informou que a migração do sistema ocorreu em 12/10/17, mas que existem algumas rotinas que estão sendo ajustadas. Informou ainda que será necessário implementar o portal na intranet para os empregados se pronunciarem. A previsão de início da rotina é para Janeiro/2018.
  • Aditivo Participação nos Resultados (PR) - O texto final do aditivo foi enviado para a Diretoria e será repassado ao Sindiagua para posterior assinatura.
  • Privatização disfarçada de PPP - O Sindiagua cobrou novamente esclarecimentos sobre o estudo que está sendo realizado pelo BNDES. Cagece informou que o estudo está previsto para ser concluído até março/2018. A entidade reforçou sua posição contrária.
  • Estacionamento na Praça do Vaqueiro - O Sindiagua relatou que está recebendo diversas reclamações sobre a falta da segurança na Praça do Vaqueiro e solicitou que a empresa disponibilize um profissional de segurança no local. Cagece informou que existe uma Portaria da Polícia Federal nº. 3.233/2012- DG/DPF que não permite que a empresa coloque segurança fora do seu perímetro. Informou ainda que foi instalado diversas câmeras de alta definição na área externa da empresa que são monitoradas 24 horas e que sempre que é verificado algum suspeito é chamada a polícia. Será feito contato com a Infraero sobre a cessão de uso da Praça do Vaqueiro.
  • Animais no Pici – A entidade pediu providências quanto à presença constante de cães no Pici que têm causado transtornos e riscos aos colaboradores. A Cagece informou que encaminhará o caso para a Gesam.

Bloco C: Sindiagua cobra laudos técnicos

O Sindiagua, durante a reunião da MENP, relatou que recebeu informações sobre o risco de desabamento do Bloco C e cobrou uma perícia técnica para tranquilizar os colaboradores. Cagece informou que foi realizada perícia e que não há risco, conforme laudos que foram apresentados pela Cagece na reunião: “As fissuras existentes nos Blocos B e C são fissuras, até a presente data (09/04/2017), estáveis, sem tendência para aumentar desde que a carga sobre a laje se mantenha dentro dos limites das cargas de serviço previstas na norma NBR6120, portanto não há urgência para fazer os reparos. Desta forma, a Cagece pode programá-los para quando for mais conveniente.” - JEAB Engenharia e Arquitetura Ltda. / “Quanto as fissuras observamos que todas encontram-se estabilizadas, devendo somente ser reparadas com injeção de resina base epóxi.” - DAE
O Sindicato cobrou um cópia com a íntegra dos laudos. Até o momento a Cagece não entregou. A entidade já pautou para a reunião da próxima Menp a cobrança para entrega pela Cagece dos laudos.
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br