Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

22/06/2022

Campanha salarial – Cagece: mais uma rodada de negociação é realizada

Foi realizada nesta terça (21) a terceira rodada de negociação da campanha salarial 2022 dos(as) cagecianos(as). A reunião debateu principalmente cláusulas sociais e condições de trabalho dos(as) empregados(as).
Em relação às condições de trabalho, o Sindiagua reforçou que a Cagece precisa reavaliar os procedimentos de acesso e uso das áreas internas das unidades da empresa e elaborar um parecer técnico sobre as condições do ambiente de trabalho de todas as unidades da Companhia. A entidade tem recebido queixas de colaboradores(as) sobre os locais de trabalho. Os representantes da Cagece alegaram que se trata de uma questão interna da área de Segurança e Medicina do Trabalho e que, por isso, não deveria constar no ACT. Informou ainda que a empresa iria buscar melhorias. A direção do Sindiagua lembrou que a reivindicação visa proporcionar saúde e melhor qualidade de vida de todos(as) os (as) trabalhadores(as) e como a segurança é uma questão coletiva, deveria sim constar no ACT. “A direção do Sindicato vai intensificar as ações no sentido de cobrar o conforto, ambiente saudável para os(as) trabalhadores(as), assim fazendo com que a melhoria que foi dada no ambiente de trabalho da direção seja repassada aos trabalhadores(as) também”, cobrou Jadson Sarto, presidente do Sindiagua. A entidade informou que entrará em contato com os órgãos competentes para fazer a fiscalização e avaliação dos ambientes de trabalho da empresa.

Outro ponto bastante debatido foi a cláusula da Jornada 12x36h.  O Sindicato mais uma vez fez um apelo à Cagece para oferecer melhores condições de trabalho aos empregados(as) que cumprem a escala 12x36h, implantando, entre outras melhorias, o pagamento de horas extras de 100% quando estes colaboradores(as) trabalharem aos domingos, feriados e pontos facultativos. “É preciso que esses trabalhadores(as) sejam reconhecidos e valorizados pela empresa, pois executam uma atividade muito importante, numa jornada cansativa”, argumentou Jadson. A Cagece negou a reivindicação, mas acatou a ideia de possibilitar que os(as) empregados(as) que cumprem esta escala possam fazer até duas trocas de plantão no mês. Hoje só é permitido fazer a troca de um plantão.
Em relação ao PRSP e ao Concurso Público, a Cagece informou que ambas demandas serão implementadas após implantação do PCCR. O Presidente do Sindiagua, Jadson Sarto, argumentou sobre o anseio de alguns trabalhadores(as) que estão na espera do PRSP e enfatizou que para início do programa é necessário que a campanha salarial tenha se encerrado e que o PCCR seja implantado, tendo em vista que caso o trâmite não seja esse, os(as) funcionários(as) que aderissem ao PRSP seriam prejudicados, pois para cálculo dos incentivos do programa seria utilizado um salário sem os reflexos do enquadramento. Assim, a Cagece concordou que as adesões poderão ocorrer a partir de novembro ou dezembro desse ano. O Sindiagua lembrou que a Cagece vem desde 2014 estudando a revisão do PCCR e somente em dezembro de 2021 o espaço para o debate foi minimamente aberto.
Sobre a reivindicação relativa ao Projeto Fluir, que cobra o reembolso do gasto do empregado(a) com inscrições em competições esportivas, independente da modalidade, a Cagece alegou que é um ponto que não deve constar no ACT. No entanto, a empresa concordou em incluir no projeto as corridas de bicicletas, mantendo os mesmos valores e quantidades anuais já praticados. Atualmente o projeto só permite o reembolso das inscrições em corridas de rua.

Um item discutido na rodada anterior de negociação que diz respeito à Licença maternidade voltou a ser debatido. A Cagece decidiu acatar a reivindicação da categoria e do Sindicato e informou que iria regularizar a adoção do formato home-office por meio período logo após o término da licença maternidade até a criança completar um ano de vida. “É uma questão importante para as mães trabalhadoras que precisam dar atenção e continuar amamentando suas crianças ao menos até um ano de idade. Nessa etapa, a amamentação é fundamental para o desenvolvimento do(as) filhos(as). Muitas empresas, inclusive no Ceará, têm essa prática adotada”, reforça Jadson.

A direção do Sindicato aguarda o agendamento da próxima reunião de negociação que deverá discutir cláusulas financeiras. A ata com os itens debatidos está disponível clicando aqui.
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br