Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

02/09/2021

Cagece propõe reajuste salarial abaixo da inflação. Sindiagua contesta a proposta e negociações seguirão.

Na segunda rodada de negociação da campanha salarial 2021 dos(as) cagecianos(as), realizada nessa quinta (02), foram debatidas as cláusulas financeiras de maior impacto coletivo, entre elas o reajuste salarial e do vale-alimentação. Para esses dois itens, a proposta da Companhia foi de 4,76% de reajuste, índice abaixo da inflação do período que foi de 7,59%. A direção do Sindiagua manifestou discordância com a proposta da empresa e lembrou que num momento de dificuldade, o trabalhador da Cagece não pode ser apenado. “A empresa deveria ter a sensibilidade e responsabilidade social de reconhecer e valorizar os cagecianos que estão desempenhando uma atividade essencial para a sociedade em um momento de pandemia. Propor achatamento de salário é desrespeitoso”, critica Jadson Sarto, presidente do Sindiagua. Em relação ao vale-alimentação, os diretores da entidade lembraram que a variação da cesta básica no período foi de 8,87%.

Outro ponto bastante discutido durante a reunião foi a Participação nos Resultados (PR).  A Cagece fez apresentação dos indicadores que são considerados para o cálculo do pagamento da PR, como margem EBTIDA, volume faturado líquido de água e esgoto, perdas, e índice de eficiência na arrecadação. Os números até julho apontam que a Margem EBITDA está 1,26% abaixo da meta prevista para este ano de 2021, que seria de 26,28%. No entanto, segundo a Cagece, tem se percebido uma tendência de recuperação com a reabertura da economia nos últimos meses.

O presidente do Sindiagua, Jadson Sarto, questionou se a empresa não teria definido metas ousadas demais para um segundo ano de pandemia, quando se percebe uma queda na arrecadação com o setor industrial, além de isenções feitas pelo Governo do Estado no começo do ano para residências e comércio. A entidade lembrou que no ano passado foi solicitada uma revisão das metas da empresa tendo em vista a situação de pandemia e a reivindicação foi atendida, viabilizando o atingimento das metas.

O Sindicato lembrou ainda que recentemente saíram notícias na imprensa informando que a Cagece teve um bom resultado em sua receita. Jadson afirmou que espera que os trabalhadores, que executam uma atividade essencial, sejam reconhecidos pelo empenho em fortalecer a empresa num momento de dificuldade econômica e sanitária. O Sindicato solicitou que os números apresentados fossem repassados à entidade para que os diretores, juntamente com a assessoria técnica, pudessem analisar com cautela.

Também foi muito debatido o Plano de Cargos e Remuneração (PCR). A Cagece informou que a pandemia acarretou atrasos no processo de implantação do PCR. No momento, a empresa aguarda um parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) sobre a obrigatoriedade de encaminhar e aprovar projeto de lei na Assembleia Legislativa para implementar o Plano. Não passar pelo legislativo representaria um ganho de tempo. Jadson questionou se foi relatado à PGE que o prazo para implantação do PCR, conforme acordo coletivo 2020/2021, é setembro deste ano. A Companhia não soube dar certeza no momento da reunião. O Sindicato ressaltou que mantém a cobrança de que o prazo para implantação do Plano seja cumprido. Também reforçou a necessidade de solucionar demandas já debatidas anteriormente pelo Sindicato, como equiparação do piso dos engenheiros, equiparação do salário dos tecnólogos, situação dos trabalhadores da ETA Gavião e ETA Oeste, dentre outros.

Sobre o reajuste das gratificações dos gestores de núcleo, a Cagece informou que se trata de um procedimento interno e que entende que não deve constar no ACT. O Sindicato criticou a demora da empresa em solucionar demandas já discutidas em campanhas anteriores e espera que ainda nessa campanha salarial a Companhia apresente uma proposta efetiva para constar no Acordo Coletivo. “Os valores das gratificações dos gestores de núcleos são inaceitáveis diante da grande demanda e da extrema responsabilidade desses trabalhadores. É urgente a readequação desses valores como também o suporte de atendentes a esses profissionais”, destaca Jadson.

A Cagece apresentou propostas de reajustes em alguns benefícios, entre eles Auxílio-creche/educação (reajuste de 4,76%), Auxílio-moradia (reajuste pelo INPC, que equivale a 7,59%) e Auxílio filho portador de necessidade especial (reajuste pelo INPC, que equivale a 7,59%). O Sindicato manteve a defesa das propostas apresentadas na pauta de reivindicações da categoria.

O Sindiagua questionou novamente a empresa sobre o pagamento do piso dos engenheiros, que foi discutido da reunião de negociação passada.  A empresa informou que o setor jurídico está elaborando um parecer que será entregue à Cagece na próxima terça para ser submetido à diretoria da Companhia.

Uma nova rodada reunião de negociação será agendada. A ata da reunião está disponível abaixo:


ATA DA 2ª REUNIÃO - CAGECE x SINDIAGUA

07) PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS – PR
CAGECE: Foi apresentada a apuração das metas e dos indicadores para aferição do pagamento da PR referente ao período 2021.
SINDIAGUA: Solicitou que a apresentação fosse encaminhada ao sindicato para análise.

03) TABELA SALARIAL
CAGECE: informa que por conta da pandemia tiveram atrasos em relação aos procedimentos de implementação do PCCR e que é necessário aguardar o parecer da PGE em relação ao tema para definir os encaminhamentos. Quanto aos tecnólogos, informa que será apresentada uma proposta dentro do novo modelo de PCCR.
SINDIAGUA: Solicita que o PCCR seja implantado antes do PRSP e que seja comunicado a posição da PGE quanto a implantação do novo quadro e mantém o prazo acordado na cláusula 5ª, §2º do ACT 2020/2021.

04) ANUÊNIO
CAGECE: Manter a redação da cláusula sexta do ACT 2020-2021.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

06) INCENTIVO AO DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL
CAGECE: Manter a redação da cláusula oitava do ACT 2020-2021.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

08) AUXÍLIO MORADIA
CAGECE: Manter a redação da cláusula décima do ACT 2020-2021, com reajuste do INPC (7,59%) a incidir sobre os valores atuais.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

16) AUXILIO FUNERAL
CAGECE: Manter a redação da cláusula décima oitava do ACT 2020-2021.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

17) AUXÍLIO CRECHE/EDUCAÇÃO
CAGECE: Manter a redação da cláusula décima nona do ACT 2020-2021, com reajuste de 4,76% sobre os atuais valores.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

21) AUXILIO FILHO PORTADOR DE NECESSIDADES ESPECIAIS
CAGECE: Manter a redação da cláusula vigésima terceira do ACT 2020-2021, com reajuste do INPC (7,59%) a incidir sobre os valores atuais.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.




39) HORAS EXTRAS (CLÁUSULA NOVA)
CAGECE: Informa que é um procedimento interno administrativo da CAGECE e que entende que não deve constar em ACT.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

47) ABONO PANDEMIA (CLÁUSULA NOVA)
CAGECE: Não há viabilidade de atendimento do pleito.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

41) INSALUBRIDADE (CLÁUSULA NOVA)
CAGECE: Informa que é um procedimento interno administrativo da CAGECE e que vem cumprindo rigorosamente o que determina a legislação vigente. Entende que não deve constar em ACT.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

48) ADICIONAL DE PERICULOSIDADE (CLÁUSULA NOVA)
CAGECE: Informa que é um procedimento interno administrativo da CAGECE e que vem cumprindo rigorosamente o que determina a legislação vigente. Entende que não deve constar em ACT.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022. Solicita a relação de empregados que recebem periculosidade e os critérios adotados para o pagamento.

09) AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO
CAGECE: Manter a redação da cláusula décima primeira do ACT 2020-2021, com reajuste de 4,76% sobre os atuais valores.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

01) REAJUSTE SALARIAL
CAGECE: Manter a redação da cláusula quarta do ACT 2020-2021, com reajuste de 4,76% sobre os atuais valores.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022.

44) REAJUSTE DAS GRATIFICAÇÕES
CAGECE: Informa que é um procedimento interno administrativo da CAGECE e entende que não deve constar em ACT.
SINDIAGUA: Mantém o pleito da pauta de reivindicação da campanha salarial 2021-2022. O SINDIAGUA continuará insistindo no reconhecimento dos trabalhadores encarregado de núcleos para tentar sensibilizar a direção da empresa para realização de equiparação de gratificações e de atendente de apoio para as demandas do núcleo.

 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br